Crianças seguras no condomínio

Crianças seguras no condomínio

29 nov

Famílias com crianças optam frequentemente por morar em condomínios, de modo a proporcionar mais conforto e liberdade aos pequenos. As áreas comuns permitem diversão ao ar livre, com piscina, quadras esportivas, playgrounds, muito do que favorece uma infância saudável e feliz. Mas assim como tem o direito resguardado de brincar, a meninada deve ser orientada a obedecer regras, e regras que devem ser conhecidas e praticadas por seus responsáveis, no dia-a-dia. Vamos falar um pouco a respeito?

Sobre as responsabilidades dos pais, e do condomínio

O condomínio possui áreas de uso exclusivo e uso comum, mas os espações de uso comunitário não são desprovidos de normas. Mesmo dentro do condomínio, a responsabilidade da vigilância sobre os menores é dos pais, que sempre devem acompanha-los nos locais externos.  A responsabilidade do condomínio é limitada a garantir condições de segurança das instalações e equipamentos, mas não tem nenhuma responsabilidade de vigilância sobre as crianças.

crianças em condomínios

O que não pode na sua casa, não pode em áreas comuns

Frequentemente nos pegamos usando a frase: – “vão correr lá fora!”. Crianças possuem bastante energia, e multiplicada 10 vezes quando estão em companhia de outras crianças. Brincar é fundamental, e elas ainda não sabem dosar a agitação, o barulho e as brincadeiras perigosas ou exageradas. Quem faz opção de morar em condomínios, precisa entender isso e não ser rigoroso demais com o comportamento delas. Por outro Já os pais precisam compreender que áreas comuns não são todas liberadas para qualquer uso: corredores, escadas de fuga de incêndio, extintores, elevadores e hall de entrada são áreas e equipamentos para uso de todos os moradores, e não são convenientes nem seguros para brincadeiras. E, novamente, a responsabilidade por cuidar das crianças é exclusivamente dos pais.

Como cuidar das crianças?

Antes de tudo, educação começa dentro de casa. Oriente adequada e repetidamente suas crianças sobre os riscos de brincar em áreas que não são destinadas a elas. Quando vários pais ensinam sobre os perigos, a criançada presta mais atenção. Comportamento correto é sinal de menos problemas.

Em áreas comuns do condomínio, mantenha sempre as crianças acompanhadas de algum responsável. Use as facilidades do condomínio e as amizades criadas, e compartilhe as atribuições com outros pais. Por exemplo, divida o cuidado a cada dia da semana, ficando pessoalmente com as crianças, ou um adulto contratado. Apenas para reforçar, o porteiro cuida da portaria, não tem nenhuma atribuição legal ou responsabilidade em vigiar menores, nas dependências do prédio.

Participe ativamente das brincadeiras com seus filhos

Converse com qualquer pai ou mãe e serão unânimes: – esse tempo passa rápido, e não há como ser recuperado! Por isso, reinvente seu tempo e brinque com seu filho. E não é questão de espaço, dinheiro ou dispositivos eletrônicos, há várias brincadeiras simples e divertidas que podem ser realizadas com seu filho.

Nossos Serviços